Translate

terça-feira, 3 de março de 2015

LUTO NA MÚSICA BRASILEIRA

Morreu nesta terça-feira (3), aos 68 anos, o cantor sertanejo José Rico, da dupla com Milionário. Ele estava internado desde segunda-feira (2) no hospital Unimed, de Americana (SP), cidade onde morava. Segundo o boletim médico, ele teve insuficiência do miocárdio, seguido de parada cardíaca.

"É com muita dor no coração e profunda tristeza que comunicamos o falecimento do nosso ídolo José Rico. Vamos rezar por este homem que tanta alegria nos deu. É impossível descrever nossa tristeza, estamos todos em estado de choque", diz a nota oficial.

Nascido em Pernambuco

José Alves dos Santos, de nome artístico José Rico, nasceu em São José do Belmonte (PE), em 20 de junho de 1946. Ele também já morou no Paraná e em São Paulo, onde conheceu o companheiro de dupla Milionário (Romeu Januário de Matos). O duo ficou conhecido como "gargantas de ouro".

A dupla foi formada no início dos anos 70, começou a tocar em circos no interior do país, e foi ganhando popularidade. Milionário & José Rico se consolidaram nos anos 80 como uma das duplas mais importantes da música sertaneja brasileira. Em 1980 ele estrelaram o filme "Estrada da vida", dirigido por Nelson Pereira dos Santos. Eles também lançaram o longa "Sonhei com você", em 1989.

Entre as músicas mais conhecidas estão "Amor dividido" e "O tropeiro", "A carta", "Viver a vida" e especialmente "Estrada da vida", composta por José Rico.

Ao longo da carreira venderam mais de 30 milhões de cópias. Eles mantinham atividade intensa até hoje, com uma média de 170 shows por ano. Eles inseriram influência de diversos estilos no sertanejo, como ritmos nordestinos e de outros países da América do Sul.

Em 2014, José Rico se candidatou a deputado federal em Goiás, pelo PMDB, mas não foi eleito.

Ele era casado com Berenice Martins Alves dos Santos, e tinha dois filhos gêmeos, Samy e Sara. (Mais Pajeú)

segunda-feira, 2 de março de 2015

EREM JOSÉ SEVERINO DE ARAÚJO REALIZA O DIA DA FAMÍLIA NA ESCOLA - 27 DE FEVEREIRO DE 2015


O dia da família na EREM José as Severino de Araújo foi muito participativo.

Iniciou-se com a fala da Gestora Erinalda Simões socializando o tema “Parceria que avança a partir do convívio e do dialogo,” ao mesmo tempo expôs o objetivo a ser alcançado, de sensibilizar a comunidade escolar e não escolar da importância na escola e no acompanhamento diário das atividades escolares dos filhos (a), focando a importância do aprendizado e o desenvolvimento intelectual dos jovens e adolescentes.

As apresentações iniciaram com um grupo  do 1ª EM “B” cantando a música “Como é grande o meu amor por você”, o 7º ano dançou a música “A grande família”, os 1ª EM “A” e “B” apresentaram a realidade familiar e sua diversidade com desenhos e ao mesmo tempo contando “UTOPIA” de Padre Zezinho. O 1º EM “B” apresentou um jogral referenciando a importância do Diálogo Familiar. O 2º EM “A” apresentou uma peça teatral referenciando a crônica dos bebês trocados. Os alunos do 3º EM “B” leram e explanaram Efésios 6, 1- 4 que referencia a importância do afeto familiar.

O 8º ano apresentou peça teatral sobre o divórcio, a EJA Médio módulo I e III, formaram coral com a música “Família” de Padre Zezinho, o grupo de dança do 3º EM “A”, dançaram a música dos anos 60. Por fim fechamos este momento de interação família e escola com um grande coral liderado pelo o 2º EM ”A” cantando  a música  “Oração pela família”.
           

Prof. Madalena e Josivan.

    “ Vós, pois não provoqueis à ira a vossos filhos, mas criai-os na doutrina e na admoestação do Senhor”

EFÉSIOS 6,4.


 MAIS FOTOS DO EVENTO ABAIXO

Prazo de entrega do IR 2015 começa nesta segunda-feira; saiba quem é obrigado a declarar

Do UOL, em São Paulo
O prazo de entrega da declaração de Imposto de Renda 2015 (ano-base 2014) começa às 8h desta segunda-feira (2). O documento deve ser enviado até 30 de abril.

A Receita Federal também determinou para as 8h a liberação do programa do IR 2015, que ficará disponível para download na internet (www.receita.fazenda.gov.br).

Os aplicativos para declarar o IR por meio de celular e tablet também poderão ser baixados nesta segunda nas lojas Google Play (para usuários de Android) ou App Store (para o sistema iOS).


Receita espera receber 27,5 milhões de declarações

A Receita espera receber 27,5 milhões de declarações até 30 de abril. Neste ano, está obrigado a declarar Imposto de Renda quem mora no Brasil e recebeu rendimentos tributáveis de mais de R$ 26.816,55 ao longo de 2014.

Também é obrigado a declarar quem recebeu rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados na fonte, cuja soma foi superior a R$ 40 mil.

Rendimento tributável, por exemplo, é o salário. Rendimento isento ou não tributável pode ser uma indenização trabalhista.

Além disso, pessoas que tiveram, em qualquer mês, ganhos com a venda de bens ou direitos, ou realizaram operações em Bolsa de Valores e atividades similares, também devem declarar IR em 2015.

O contribuinte pode escolher o modelo completo ou o simplificado para enviar sua declaração. Na opção pelo simplificado, é aplicado o desconto padrão de 20% (independentemente de gastos com saúde e educação, por exemplo). O limite para esse desconto de 20% é de R$ 15.880,89.


Declaração pode ser feita em computador, tablet ou celular

A declaração poderá ser feita pelo computador, por meio do programa de declaração, ou por tablets e celulares, por meio do aplicativo APP IRPF.

Quem tem certificado digital também pode fazer o preenchimento online, sem precisar baixar o programa. Não é mais possível entregar a declaração em disquete.

Assim como no ano passado, contribuintes que tiverem certificação digital também poderão usar uma declaração pré-preenchida. Nesse caso, alguns dados serão colocados automaticamente na declaração pela Receita Federal.

Em todos os casos, a entrega pode ser feita até as 23h59min59seg de 30 de abril. A multa para quem entrega a declaração fora do prazo é de 1% ao mês. O valor mínimo é de R$ 165,74, e o máximo é de 20% do imposto devido.


Imposto poderá ser parcelado em até oito vezes

Quem tiver imposto a pagar poderá dividir o valor em até oito parcelas, contanto que cada uma tenha valor superior a R$ 50. Se o contribuinte tiver que pagar menos de R$ 100 no total, o pagamento deverá ser feito em uma única parcela.

Quem escolher parcelar o pagamento deve pagar cada parcela até o último dia útil de cada mês, mas ao valor será acrescentada mensalmente a Selic proporcional (atualmente, a taxa básica de juros está em 12,25% ao ano) mais 1% no mês do pagamento.

O contribuinte pode escolher antecipar o pagamento (total ou parcialmente) ou estender o número de parcelas.

O pagamento pode ser feito por meio de um boleto (uma guia de recolhimento chamada Darf), que pode ser pago em qualquer banco autorizado a recebê-lo; por transferência eletrônica; ou por débito em conta.